Na quinta-feira, 24 de janeiro de 2019, foi publicado no Diário Oficial do Estado que a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) concedeu a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) a licença ambiental prévia, para o trecho Capão Redondo – Jardim Ângela, da Linha 5-Lilás.

A licença tem validade de 5 anos e dará ao Metrô autorização para avaliar os impactos ambientais.

O desejo dos moradores do extremo sul em ter uma estação do Metrô na populosa região do Jardim Ângela, somado a promessa da extensão é antiga. Com a autorização destes estudos, fica claro que o Metrô de São Paulo ainda têm planos de estender a linha 5-lilás.

Diário Oficial do Estado

No projeto de expansão estão previstas três estações: Jardim Ângela, Comendador Sant’Anna e M’Boi Mirim.

O atual governador do Estado de São Paulo, João Doria, durante sua campanha ao Palácio dos Bandeirantes, citou a extensão como uma das prioridades do seu mandato. O vereador Milton Leite, é outro que sempre deixou ”vivo” esse anseio do Metrô chegar a região.

Impactos

Caso se torne realidade a extensão da Linha 5-Lilás até o Jardim Ângela, pela demanda estimada de 47 mil à 55 mil novos passageiros, corre-se se um grande risco do ramal ser sobrecarregado (ainda mais).

Atualmente os trens partem cheios da estação Capão Redondo, a dúvida que ficaria é se, a estação comportaria essa demanda adicional do Jardim Ângela.

Uma demanda extra precisaria de novos trens para manter um intervalo entre os trens sem impactar todos os passageiros do ramal. Vale destacar que atualmente 26 trens da frota P estão disponíveis para operação e outros 8 da frota F passam por modernização, mas ainda sem prazo para que voltem a circular, totalizando 34 trens.

No contrato de concessão entre o Governo do Estado de São Paulo e a concessionária ViaMobilidade, já previa a operação de extensões que a linha 5-lilás ou a 17-Ouro, entretanto, a concessionária não tem a obrigação de construir nada, apenas operar e realizar manutenções.

A extensão deve ficar a cargo do Governo do Estado de São Paulo, ou então através de uma Parceria Público Privada (PPP), caso seja lançado uma licitação para construção do trecho.

O primeiro passo será avaliar os impactos ambientais, a partir daí, se o projeto seguir, as próximas etapas são a de pedir a autorização para o início da obra (Licença de Instalação) e posteriormente a autorização para operação da linha (Licença de Operação), isso quando as obras na linha já estiverem concluídas.

O novo trecho irá acrescentar 3,7 quilômetros de extensão na Linha 5-Lilás, que atualmente opera entre as estações Capão Redondo e Chácara Klabin, com transferência para as linhas 1-Azul e 2-Verde do Metrô e a Linha 9-Esmeralda da CPTM.

Precisando fazer a recarga do seu Cartão de Transporte?

Você está precisando fazer a recarga do seu Cartão de Transporte? Baixe agora o aplicativo RecargaPay, disponível para os sistemas operacionais iOS e AndroidSem cobrança de taxas, simples e rápido!

Em poucos segundos, você faz a recarga:

  1. Insira os dados do seu cartão, escolha o tipo de recarga que deseja fazer e o valor.
  2. Selecione a melhor opção para pagar sua recarga.
  3. Pra finalizar basta aguardar a confirmação do pagamento.

Depois, você só precisa fazer a liberação dos créditos aproximando o seu cartão de um validador em qualquer máquina de recarga e consulta de saldo de Cartão de Transporte, que ficam nas estações do Metrô, da CPTM e nos terminais de ônibus.

Leia também

– Solução para facilitar a transferência entre o Aeroporto de Guarulhos e a Linha 13-Jade deve ser definida em fevereiro

– Operador de trem envolvido em falha na Linha 1-Azul é demitido do Metrô de São Paulo

– Pedro Moro fala sobre o combate ao comércio ambulante nas dependências da CPTM

– Transporte de animais domésticos no Metrô, CPTM e na EMTU é regulamentado

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Dayane Priscila

Estudante de Desenvolvimento de Sistemas. Mini bibliotecária (Tributo, Semi-deusa, selecionada). Fotógrafa aspirante e amante de astronomia.
Siga-me:

Posts relacionados

  1. Valter dos Santos Lopes says:

    Essa expansão da linha 5 até o Jardim Angela com certeza irá inchar ainda mais o ramal. Minha opinião seria a construção de outra linha ligando o Jardim Angela até a Lapa pois são duas regiões carentes em matéria de metrô, e São Paulo precisa de mais ramais .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.