A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) assinou dois contratos para a limpeza das composições em cinco das setes linhas que a empresa administra.

Conforme mostrou a reportagem do Diário da CPTM, a sujeira nos trens da Companhia era um problema que vinha aumentando nas últimas semanas.

Os últimos contratos de prestação deste tipo de serviço tinham vencido há mais de 40 dias e até então somente as equipes próprias da CPTM tinham que realizar os serviços básicos de higienização.

Os novos contratos vão custar juntos R$ 31,67 milhões e terá validade de 30 meses. A empresa que irá executar os serviços é a Tejofran de Saneamento e Serviços Ltda. Os valores devem ser corrigidos, já que tem como base janeiro de 2018.

Contratos

O primeiro contrato, no valor de R$ 14,5 milhões engloba as linhas 7-Rubi (Luz-Francisco Morato-Jundiaí) e 10-Turquesa (Brás-Rio Grande da Serra).

O segundo contrato, tem o valor de 17,16 milhões e prevê os serviços de limpeza nas linhas 11-Coral (Luz-Guaianases), 12-Safira (Brás-Calmon Viana) e 13-Jade (Engenheiro Goulart-Aeroporto Guarulhos).

Os dois contratos não incluem as linhas 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi-Amador Bueno) e 0-Esmeralda (Osasco-Grajaú).

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público de São Paulo e Região Metropolitana?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.