SPTRANS

Bruno Covas diz que vai recorrer da decisão que suspendeu o aumento no valor dos ônibus

O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas, disse nesta quinta-feira, 14 de fevereiro, que irá recorrer da decisão da Justiça de revogar o aumento das tarifas dos ônibus na capital paulista aplicado em janeiro deste ano para R$ 4,30.

Bruno Covas disse ainda que a administração municipal não tem dinheiro para bancar a circulação dos ônibus e que a cidade ficaria 25 dias sem transporte municipal.

“Claro que nós vamos recorrer dessa decisão. Se a gente tiver que abrir mão do aumento da tarifa, estamos falando de R$ 570 milhões de subsídio aos ônibus da cidade de São Paulo. A Prefeitura não tem esse dinheiro disponível. Isso significaria que a partir do dia 5 de dezembro não teríamos mais ônibus na cidade de São Paulo circulando até o fim do ano. Não temos recurso do orçamento de esse ano de 2019 para poder ampliar o recurso que sai dos cofres da prefeituras e vai para as concessionárias [empresas que administram os ônibus]”, disse Bruno Covas.

O reajuste na passagem entrou em vigor no dia 7 de janeiro. A liminar (decisão provisória) determina a suspensão imediata do reajuste. Nesta quinta-feira, os passageiros pagaram R$ 4,30.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Sou profissional e estudante de enfermagem, analista financeiro e de mídias sociais. Sou o criador do Rede Noticiando e co-fundador do Mobilidade Porto Alegre. Mobilidade Urbana e transporte público são os meus temas favoritos. A informação é o meu esporte.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.