”O trabalho não só nos traz o pão de cada dia, mas também traz dignidade e enriquece o caráter”, com essa frase de Leonardo Daleffe, o Rede Noticiando conta hoje a história da Helena e os agentes de segurança da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), Osmar Flávio e Renê Rodrigues.

Helena, que é portadora do autismo, dando sequência ao seu treinamento do uso do transporte público ao lado de sua mãe, Ana Paula, foram se aventurar no Metrô de São Paulo. Depois de um tempo tentando convencer a filha, por causa das alterações sensoriais e cerebelares, ela sente muito os estímulos que o local tem, elas decidiram pedir auxílio aos agentes metroviários, pois segundo Ana, ela já sabia da empatia dela por eles.

Os seguranças gentilmente escuturam Ana e Helena que logo abriu um sorriso para ambos, se agarrando a mão de Osmar.

”Foram os olhos da pequena que tocaram o coração desses homens de Bem e do Bem”, disse Ana Paula.

A garota não queria descer as escadas de acesso as plataformas da estação Jabaquara, na Linha 1-Azul. Os agentes, mesmo não tendo autorização imediata para deixar seus postos, conduziram Helena até o local.

”No caminho fomos conversando e na chegada do metrô ela não queria entrar, foi quando surpreendentemente eles entram conosco e mais uma vez tocados por aquela cena resolveram nos acompanhar até onde fosse necessário durante a viagem”, informou Ana.

Foto reprodução – Facebook

Os metroviários ligaram para seus superiores e informaram a base sobre o acompanhamento, até o operador do trem chegou a ser orientado sobre as condições do embarque e o autismo.

”Apenas quem esteve no mesmo vagão que o nosso, pode presenciar as crises de Helena que nem eu sabia como conduzir, ora gritava, ora chorava, ora sentava no chão, ora sentava no meu colo. Vi por várias vezes Osmar abaixar e se agachar no chão para ficar o mais próximo possível e transmitir segurança para Helena enquanto René não soltava sua mão. Como mãe era um misto de dor, compaixão, e emoção, afinal de algo tão angustiante existia uma atitude nobre, humana e amorosa”, seguiu dizendo Ana Paula, mãe da Helena.

A história da Helena ao lado dos agentes metroviários Renê e Osmar foi contada no perfil do Facebook de Ana Paula, e até a postagem dessa matéria, já tinha mais de 454 compartilhamentos. A página oficial do Metrô chegou a compartilhar essa linda história, parabenizando seus funcionários pelo feito.

Ana Paula Chaur concluiu da seguinte forma: ”Agentes Renê e Osmar obrigada por tornar nosso dia mais leve, nos acolher, e nos mostrar o quanto vale a pena acreditarmos e fazermos o bem ao próximo”.

São histórias como essa que fazem nosso dia melhor. O Rede Noticiando parabeniza os agentes de segurança Renê e Osmar pelo carinho que tiveram com a Helena e por tornar o dia dela ainda mais especial.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.