julho 1, 2022

O comportamento do animal doméstico traduz muito o que ele sente e percebe; procure observá-lo para dar condições de uma vida saudável

A maioria dos lares brasileiros possui animais de estimação, seja um cachorro ou um gato, e são tratados como membros da família. Inclusive, pesquisas apontam que, durante o período de isolamento social, proposto em razão da pandemia do COVID-19, muitos desses bichinhos ganharam um lar. Porém, com o retorno às atividades presenciais, esses animais passaram a apresentar um comportamento inadequado, em razão de muitos ficarem um maior tempo sozinhos dentro de casa, passarem por uma mudança em sua rotina e, consequentemente, com novos hábitos – às vezes, não muito saudáveis, sinalizando para os tutores comportamentos como não fazerem suas necessidades no lugar aprendido, destruir objetos da casa, lamber excessivamente as patas, entre outros.

Os especialistas relatam que, tanto os cachorros, quanto os gatos, apesar de serem animais domésticos, apresentam hábitos diferenciados. Os cachorros gostam de passear, inclusive para fazer suas necessidades fisiológicas, além de ser um exercício físico  importante para evitar a obesidade e a ansiedade, gostam de brincadeiras interativas, tanto com outros cães, como com os seus tutores, e quando sozinhos, gostam de brincar com ossos ou palitos especiais, que ajudam também na limpeza bucal, além de brinquedos adequados para sua raça, tamanho e idade.

Os gatos são muito mais independentes, se comparados aos cachorros, e prezam muito pela rotina, gostam de ficar em casa; assim, mudanças nas atividades diárias comprometem significativamente seu comportamento, inclusive podem levá-los ao estresse, por isso manter um vínculo afetivo com o seu gato só trará benefícios para ele, além de inserir dentro do seu ambiente aparelhos e móveis apropriados a ele.


 A gatificação de alguns ambientes, isto é, a colocação de equipamentos e mobiliários específicos para os felinos, auxilia muito para que o animal não fique estressado, como a colocação de plataformas para que possam subir e descer em diferentes níveis, e observar o movimento das pessoas e as coisas do alto. Outra sugestão é instalar tocas e casinhas, pois adoram se esconder em lugares fechados e apertados, visto dar a sensação de segurança e posse territorial,  tanto é que adoram caixas de papelão; um acessório tradicional é o arranhador para gatos, um produto que ajuda a desestressar e também é ótimo para o gato brincar e gastar as suas unhas. Sem contar com os brinquedos, importantíssimos na estimulação da atividade do bichano, inclusive ajudando a combater o estresse e a obesidade, e eles adoram aqueles que têm movimento, como bolas pequenas. E como é bom chegar em casa depois de um dia cheio e encontrar seu amigo de quatro patas feliz e pronto para brincar com você.

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Flávia Viana

Jornalista e editora convidada do Rede Noticiando. Contribui com pautas sobre saúde, tecnologia, aplicativos e mobilidade urbana.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.