agosto 10, 2022

Entenda a diferença entre rinite e sinusite, descubra quais as causas dessas patologias, os sintomas de cada uma e a relação de ambas com a rinoplastia, neste artigo!

Embora sejam bastante parecidas, rinite e sinusite são doenças diferentes. Enquanto a rinite atinge a mucosa do nariz, a sinusite ocasiona inflamação em todo os seios da face, isto é, todos os ossos que rodeiam os olhos, o rosto e a testa.

Ambas se tratam de inflamação, por isso possuem a terminação “ite” que acaba confundindo ainda mais. Contudo, cerca de 30% a 40% da população mundial sofre com rinite alérgica, facilmente desencadeada no inverno, por conta do tempo mais seco, segundo a Organização Mundial da Alergia (WAO)

Além disso, muitas pessoas demoram a buscar ajuda médica. Com isso, o quadro só piora. Segundo Denilson Fomin, otorrinolaringologista da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SP), o desvio no septo colabora com a hipoventilação que, por sua vez, colabora com o aumento da secreção nasal, causando a sinusite crônica.

Então, se você busca saber mais sobre essas patologias e sua relação com a rinoplastia, acompanhe este artigo e esclareça suas dúvidas acerca dessas doenças que acometem cada vez mais pessoas ao redor do mundo. 

Diferenças de rinite e sinusite

A principal diferença dessas patologias refere-se ao local onde elas acontecem. Enquanto a rinite acomete as fossas nasais, a sinusite atinge a face por inteiro. Dito isso, os sintomas da sinusite costumam ser mais graves.

No entanto, a rinite incomoda muito, já que se trata de uma manifestação mais aguda. No tratamento, a sinusite leva mais tempo, enquanto a rinite, principalmente, a alergia costuma ceder logo após a pessoa deixar de ter contato com o alérgeno e se tomando os antialérgicos corretos.

Para esclarecer as diferenças entre ambas, vejamos com detalhe as causas e os sintomas de cada patologia nos tópicos a seguir.

Quais as causas cada uma?

Diferentes agentes infecciosos provam sinusite, como fungos, bactérias, poeiras, vírus, cheiros fortes ou até mesmo um choque térmico. Isto quer dizer que mudanças bruscas de temperatura podem motivar uma crise.

Além disso, outros fatores contribuem para o risco da doença, por exemplo:

  • reações alérgicas;
  • alergias respiratórias crônicas;
  • trauma na face, como fratura de algum osso;
  • desvio do septo nasal;
  • tabagismo;
  • infecções odontológicas ou respiratórias;
  • gripes ou resfriados comuns.

Neste contexto, muitos agentes infecciosos dispersos no ar entram nas cavidades nasais, como os ácaros da poeira, os pelos de animais e até mesmo alimentos e provocam a rinite. 

Em outras palavras, cada organismo reage diferente conforme cada situação e substâncias. Isso porque, a rinite também pode ser provocada por cheiros fortes, poluição do ar, desvio do septo, deformação no nariz e o uso de alguns medicamentos.

Portanto, tratam-se, basicamente, das mesmas causas. Mas, no caso da rinite, ainda contribuem para o desenvolvimento de crises o histórico familiar e a ocorrência de outras doenças alérgicas, como a asma, a conjuntivite e dermatites.

Sintomas da rinite e da sinusite

Apesar de bastante semelhantes, essas patologias possuem alguns sintomas diferentes, uma vez que se tratam de duas patologias distintas. Na rinite, temos como sintomas mais comuns os espirros, a coceira intensa no nariz, coriza com secreção clara e obstrução nasal.

Entretanto, quando a rinite apresenta-se ainda mais severa, algumas pessoas sentem irritação nos olhos, no ouvido, no céu da boca e até mesmo na garganta. Em casos raros, ocorre sangramento nasal. Já se tratando dos sintomas da sinusite, destacamos:

  • Febre;
  • pressão ou dor na face;
  • redução ou perda do olfato;
  • tosse;
  • dor de ouvido e no maxilar;
  • inflamação na garganta;
  • mau hálito,
  • fadiga e náuseas.

Com base nos sintomas, a avaliação clínica do médico garante o diagnóstico assertivo. No entanto, em alguns casos, outros exames podem ser solicitados, como um teste alérgico, uma radiografia da face ou uma endoscopia nasal.

Rinoplastia em casos de rinite ou sinusite

Em geral, a rinoplastia funciona como uma cirurgia no nariz para fins estéticos, para quem deseja melhorar a aparência do nariz, tornando o rosto mais harmonioso. Contudo, algumas vezes, a cirurgia atua melhorando a respiração do paciente.

Isso porque, caso as crises de rinite e de sinusite sejam por conta do desvio do septo, ou deformação dos ossos, a cirurgia propicia a melhora dos sintomas. No entanto, vale destacar que, apesar de apresentar melhora na obstrução nasal, a condição alérgica do paciente não muda.

Ou seja, dependendo da causa da doença, a rinoplastia não irá curar a pessoa. Mas, se o paciente possui rinite ou sinusite e deseja realizar a cirurgia somente com fins estéticos, aconselha-se a consultar, primeiramente, um otorrinolaringologista, antes de se submeter-se a uma cirurgia.

Deste modo, o especialista avalia a necessidade do procedimento referente ao septo nasal ou cornetos nasais e se a realização da cirurgia apresentou melhora na respiração. Em geral, após o procedimento, a rinite tende a desaparecer.

Cuidados pós-operatório da rinoplastia

Os cuidados pós-operatórios são iguais para ambas as pessoas, com ou sem nenhuma patologia. O sangramento é um dos principais riscos, por isso, o paciente não deve tomar aspirinas duas semanas antes ou depois da cirurgia.

Além disso, o mais correto é realizar repouso absoluto por 7 a 15 dias, sem consumo de álcool e alimentação leve. Outro ponto a se considerar é o uso do óculos, que precisa ser evitado, ao menos, por 30 dias, para não interferir no dorso nasal.

O inchaço costuma durar em torno de 90 dias, mas, em alguns casos, dependendo da espessura da pele, pode durar de 6 a 24 meses. Já que se trata de uma cirurgia bastante delicada e complexa. 

Em suma, apesar da rinoplastia não curar a rinite ou a sinusite, essas patologias apresentam melhora após o procedimento por conta da correção dos cornetos, desvios do septo ou ainda outras partes do nariz. 

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Follow Me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.