outubro 4, 2022

O Metrô de São Paulo vêm acompanhando os testes das portas de plataforma das estações da Linha 17-Ouro na China, de forma remota. Por conta das restrições da China à voos internacionais, uma equipe do Metrô desenvolveu em conjunto com a BYD, um sistema de testes por monitoramento remoto em tempo real.

A mesma situação se repete com os trens, tudo é feito de forma remota, em tempo real e com a gravação de vídeo para futuras análises.

Foto: Silvani Pereira

O presidente do Metrô, Silvani Pereira, explicou que o monitoramento remoto é configurado em duas etapas:

Na primeira um engenheiro de uma empresa especializada em inspeções técnicas, e que responde exclusivamente aos técnicos do Metrô, realiza testes de verificação dos dimensionais físicos e funcionalidades projetadas.

Na segunda etapa, a partir do verificado em tempo real e do registrado em relatório, os técnicos do Metrô liberam os testes de desempenho mecânico, com operação deste primeiro conjunto de portas de plataforma, durante 1 milhão de ciclos de acionamento (abertura e fechamento), visando a avaliação da performance dos seus principais componentes ao longo do tempo.

“Com a conclusão dos testes, é liberada a fabricação de todas as portas de plataforma a serem instaladas nas 8 estações do Trecho 1 da Linha 17-Ouro. Simultaneamente, em outra localidade, serão realizados os testes de performance do sistema elétrico das PSD”, disse Silvani.

REDE NOTICIANDO

Siga nossas redes sociais e fique bem informado!

Receba em primeira mão nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram.

Rede Noticiando — A serviço da informação!

Ruan Filipe

Estudante, fã de games e de astronomia. Sou auxiliar de redação do Rede Noticiando e aqui trarei assuntos sobre mobilidade e tecnologia.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.