novembro 21, 2018

No domingo, 1º de julho, a bilheteria terceirizada da Estação Brigadeiro da linha 2-Verde (Vila Prudente – Vila Madalena), foi assaltada durante a madrugada.

De acordo com informações que o Rede Noticiando teve acesso, o autor do crime identificou-se por volta das 04h07 da manhã como empregado da empresa Liderança (empresa terceirizada que dispõe de funcionários em algumas bilheterias do Metrô de São Paulo), o indivíduo possuía crachá e blusa do uniforme que a empresa fornece aos seus colaboradores.

Ao adentrar a bilheteria, levou tudo que ali continha e mais o celular da atendente que iria iniciar o seu expediente de trabalho. A vítima chegou a relatar que o homem, em dado momento, mostrou a coronha da arma de fogo ao anunciar o assalto.

O assaltante levou cerca de R$ 200,00 em dinheiro e R$ 10 mil em bilhetes, o caso será investigado pela DELPOM (Delegacia de Polícia do Metropolitano0, até o momento ninguém foi preso.

Outros casos

Não é o primeiro caso de furto em bilheteria terceirizada do Metrô de São Paulo, na madrugada do dia 13 de maio, um homem teve a entrada facilitada por um dos funcionários da contratada Liderança, a uma das bilheterias da Estação Paraíso das linhas 1-Azul e 2-Verde e furtou diversos materiais que ali estavam, o prejuízo neste caso foi de R$ 20 mil.

Toda ação neste caso foi flagrada por câmeras de vigilância da estação, as imagens foram enviadas para a Delegacia do Metropolitano da qual investiga o caso.

Na noite do dia 20 de maio, cerca de 1.000 bilhetes unitários que seriam vendidos nas bilheterias da Estação Brooklin da linha 5-Lilás do Metrô foram furtados. Segundo informações obtidas pelo Rede Noticiando, após uma inspeção realizada no container onde são alocados os bilhetes, foi constatado a ausência do material, o valor estimado do prejuízo foi de cerca de R$ 4.000,00.

Os bilhetes foram subtraídos por um dos funcionários que estavam a serviço da estação, vale ressaltar que as bilheterias da linha 5-Lilás são terceirizadas. A ocorrência foi encaminhada à Delegacia do Metropolitano (DELPOM) no qual segue investigando o caso.

Nossa equipe procurou a assessoria de imprensa do Metrô porém até a conclusão desta matéria não houve retorno, já a empresa Liderança não quis comentar o caso.

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.