novembro 30, 2020

Na noite deste domingo, 28 de outubro, João Agripino da Costa Doria Junior, mais conhecido como João Doria, foi eleito às 19h36, como o novo Governador do Estado de São Paulo.

Durante sua campanha na disputa para o governo, o então candidato fez algumas promessas direcionado aos setores de logística, transporte e mobilidade urbana.

Confira abaixo quais foram suas propostas de governo:

Logística, Transportes e Mobilidade Urbana

O Programa propõe uma nova forma disruptiva e completamente diferente de fazer os investimentos e a operação do sistema de transportes de passageiros sobre trilhos.

Considerando o sucesso da concessão patrocinada da linha 4-Amarela, que demonstra o melhor desempenho da iniciativa privada na operação, com elevação da qualidade ao passageiro e redução de custos e a oportunidade que o Estado tem de expandir a sua rede, com investimentos privados, decorrente da dificuldade crescente do setor público em implementar os investimentos necessários, em face das restrições que sofre, propõe-se a adoção do modelo de Parcerias, seja sob a modalidade de concessão comum ou Parceria Público-Privada, tanto para a implantação, como também para os serviços de operação e manutenção, em face da maior eficiência, rapidez e qualidade nestas atividades que a iniciativa privada demonstra.

Contudo, para os investimentos já contratados nestas áreas, o programa propõe a continuidade da execução dos mesmos na forma em que foram contratados, mas sempre considerando a perspectiva de parcerias na operação e manutenção.

Para poder implementar tal programa, se faz necessário uma reorganização do Estado, nesta área, visando a centralização do Planejamento Estratégico nas Secretarias, com o objetivo de integrar, racionalizar, padronizar e otimizar todas as propostas.

Como nas Regiões Metropolitanas, parte do serviço de transportes cabe aos municípios, se faz necessário a criação da Articulação Metropolitana liderada pelo Governo do Estado para se implementar as ações de Planejamento.

Em face da nova orientação de se transferir todos os serviços de investimento, operação e manutenção destas áreas para a iniciativa privada, bem como do recente crescimento da carteira de concessões já outorgadas, é essencial a constituição de uma Agência de Transportes de Passageiros do Estado para a regulação de todos os contratos dos serviços concedidos conforme estabelece a legislação vigente.

Logística e Transportes

No âmbito da Logística e Transportes, o Programa propõe uma série de ações de investimentos na infraestrutura de todos os modais de transportes, a saber: rodoviário, ferroviário, hidroviário, portuário, aeroviário visando à maior eficiência do sistema de transportes, de forma a promover um choque de produtividade na economia paulista, por meio da integração dos modais, racionalização da matriz de transportes, ampliação da capacidade e segurança do sistema logístico, com o objetivo final de acelerar o desenvolvimento econômico e social, preservando o meio ambiente, em todas as regiões do estado de São Paulo.

Mobilidade sobre Trilhos

No âmbito da Mobilidade sobre Trilhos, o Programa propõe ações para acelerar a conclusão das obras de todas as linhas do Metrô e da CPTM que estão contratadas e em andamento, bem como executar novos investimentos com o objetivo de melhorar a qualidade e atendimento da rede metroferroviária, ampliando-se a capacidade, modernizando linhas existentes, elevando-se a confiabilidade, promovendo-se maior integração, resultando na redução do tempo das viagens e aumento do conforto e da segurança dos passageiros no sistema de transportes de passageiros sobre trilhos.

O objetivo final deste Programa de investimentos na Região Metropolitana de São Paulo é uma rede de alta capacidade sobre trilhos, com cerca de 350 km, com um alto padrão de serviços nos transportes metropolitanos de passageiros.

Ainda no âmbito da Mobilidade sobre Trilhos, o Programa propõe também a implantação e a ampliação do sistema de transportes de passageiros de média capacidade (tecnologia VLT) em outras Regiões Metropolitanas do Estado e o início da implantação do Trem Intercidades ligando São Paulo, Campinas e Americana, sob um Plano Estadual de Trens Regionais a ser consolidado na gestão.

Mobilidade sobre Pneus

No âmbito da Mobilidade sobre Pneus, o Programa propõe ações de continuidade dos investimentos na expansão da infraestrutura dos sistemas de baixa e média capacidade, para implantação de BRTs, corredores de ônibus, faixas exclusivas, estações compactas e abrigos, de acordo com a necessidade de cada Região Metropolitana.

Este programa de investimento visa o atendimento de todas as Regiões Metropolitanas e Aglomerações Urbanas do Estado que possuem apenas o ônibus como meio de transporte público, já que a partir do crescimento populacional e do aumento do trânsito, estendeu-se significativamente o tempo das viagens gerando grande desconforto e perda de produtividade.

Portanto, o programa objetiva, nesta área, reduzir o tempo de viagem, melhorar a oferta e a segurança através do incremento de linhas de ônibus de melhor desempenho, somente possíveis com a implantação de BRTs, corredores de ônibus e faixas exclusivas.

Siga o Rede Noticiando

Quer saber mais notícias sobre o transporte público de São Paulo e Região Metropolitana?

Curta a nossa página no Facebook.

Siga o @RedeNoticiando no Twitter.

Siga o nosso perfil @redenoticiando no Instagram.

Assine o nosso canal Rede Noticiando no YouTube.

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.