A Trensurb, operadora de trens do Rio Grande do Sul, ainda não conseguiu operar com uma formação de oito carros com a sua mais nova frota de trens, a série 200.

Essa série foi fabricada pela Alstom, e é muito parecida, pelo menos esteticamente, com os trens da série 9000 que operam nas linhas 11-Coral e 12-Safira da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, em São Paulo, e com os os trens da série 4000 e 5000 da Supervia, no Rio de Janeiro.

Segundo o jornal Zero Hora, a operadora de trens de Porto Alegre ainda não conseguiu formar um comboio com oito trens, semelhante ao que ela faz com a série 100, da frota original, que conta com 25 trens no total.

Trem da série 100 com formação de oito carros (Foto: Reprodução)

Formar comboios de oito carros aumenta a oferta de lugares nos horários de grande movimento e ajuda a diminuir o fluxo de passageiros nas plataformas, ajudando inclusive a diminuir as aglomerações, já que atualmente, em razão da Covid-19 precisamos nos manter afastados.

O jornal informou que testes e ajustes estão sendo realizados, no entanto, ainda há falhas nos sistemas de monitoramento e comunicação entre os trens da série 200 quando são acoplados.

A Alstom, fabricante dos trens é quem deve solucionar esses problemas, porém, não existe uma previsão de quando isso irá acontecer.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

  1. Ricardo says:

    Corrupção pura a compra desses trens da Trensurb.
    Se puxarem um fio de cabelo ali, vão encontra um universo inteiro de sujeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.