Todas as bilheterias do Metrô e da CPTM serão fechadas ate o final deste ano. Segundo a secretaria de Transportes Metropolitanos, os funcionários das bilheterias vão ser realocados em outras funções.

A medida será tomada para redução de custos. Ainda de acordo com a pasta, a expectativa é a de que o fechamento gere uma economia de R$ 100 milhões por ano.

O horário de funcionamento do serviço será reduzido já na próxima sexta-feira, 8 de outubro, nas estações Belém, da Linha 3 – Vermelha do Metrô e Granja Julieta, na Linha 9 – Esmeralda, que passarão a operar somente nos horários de pico: entre 6h e 10h e entre as 16h e 20h.

No dia 15, ou seja, uma semana depois, as bilheterias dessas estações serão totalmente desativadas.

“Essa mudança é uma evolução nos serviços oferecidos à população. O acesso aos bilhetes por meio de outros pontos de venda e canais digitais gera uma maior comodidade e agilidade na compra. Sabemos que mudanças trazem impactos na rotina, por isso planejamos uma transição organizada e com muita informação. A população terá todo apoio necessário para que essa transição ocorra da melhor maneira possível”, afirma Alexandre Baldy, secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo.

A substituição das bilheterias tradicionais faz parte do plano de modernização dos meios de pagamento nos transportes iniciado em setembro de 2019. Uma das ações importantes para essa nova fase é o credenciamento de estabelecimentos fora das estações para a venda dos bilhetes. O número de locais credenciados tem aumentado gradativamente. Atualmente são cerca de 2 mil estabelecimentos em São Paulo e na Região Metropolitana. A projeção é chegar a 6 mil pontos até o fim de 2022.

“Com a modernização do serviço, o recurso será reinvestido no sistema e faz parte do nosso plano para o equilíbrio das finanças do sistema. Para atendermos à população durante a pandemia, mantivemos nossa operação mesmo com a queda no número de passageiros. Obviamente, isso trouxe um custo significativo e buscamos soluções inovadoras para reduzir custos e, ao mesmo tempo, agregar aos serviços ofertados” reforça Baldy.

O calendário com a desativação dos guichês em outras estações ainda não foi divulgado pela gestão Doria

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.