A tecnologia que será usada no trem entre São Paulo e Campinas será definida pelo seu futuro operador. A informação foi dada pelo secretário-executivo dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli, durante audiência pública do TIC em Campinas.

Galli informou que será apresentada uma série de opções ao futuro operador, porém, terá que ser escolhido um trem “ecologicamente correto”. Segundo o secretário, a opção do trem elétrico com eletrificação no trecho ainda mostra ser mais barato.

Durante a reunião também foi revelado que o traçado deve seguir a ferrovia já existente, no entanto, haverá obras e ampliação da via férrea.

O edital deve ser lançado até dezembro de 2021, com a assinatura dos contratos em 2022. As intervenções devem ocorrer em 2023, com previsão de operação em 2024.

Quem vencer a concorrência da Linha 7-Rubi, entre Barra Funda e Francisco Morato, também será responsável pela operação do Trem Intercidades (São Paulo – Campinas) e do trem intrametropolitano, entre Francisco Morato e Campinas, obedecendo parada em estações intermediárias.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.