O People Mover, modal que fará a ligação entre os terminais do Aeroporto de Guarulhos e à Linha 13-Jade da CPTM, finalmente tem data para sair do papel.

No dia 8 de setembro, o Governo Federal confirmou a AeroGru como consórcio escolhido para implantar o People Mover. As obras estão previstas para começar em janeiro de 2022, com término em até 24 meses.

“Esse é o primeiro investimento obrigatório previsto em contrato de concessão no setor aeroportuário por meio de aditivo contratual. Esse instrumento vai possibilitar que parte da outorga que a concessionária do aeroporto pagaria à União seja usada na obra do People Mover, uma obra muito aguardada pela população”, destacou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Estão previstos R$ 271,7 milhões de investimentos no novo transporte, que busca solucionar um problema antigo: a deficiência no acesso do público aos terminais de passageiros de Guarulhos.

O sistema terá 2.730 metros de extensão, quatro estações e capacidade para transportas 1 mil passageiros por hora em cada direção. O tempo de viagem entre a estação da CPTM e o Terminal 3 é estimado em 3 minutos. O People Mover contará com um “bypass”, uma espécie de segunda via que permitirá que os trens possam circular ao mesmo tempo.

A fabricação dos três trens será de responsabilidade da Marcopolo, bastante conhecida pela fabricação de ônibus no Brasil. Os trens terão espaço para bagagens volumosas, wi-fi, som ambiente, painéis de informações e capacidade para até 200 passageiros. Além disso, os trens serão “driverless”, ou seja, sem um operador humano, sendo substituído por um sistema automatizado, acompanhado à distância.

https://twitter.com/tarcisiogdf/status/1435594167489634307?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1435594167489634307%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.metrocptm.com.br%2Faeromovel-confirmado-como-people-mover-do-aeroporto-de-guarulhos%2F

CPTM impedida de levar os trens até o Terminal 2

A promessa do People Mover é antiga e foi feita logo que a concessionária GRU Airport assumiu o Aeroporto Internacional de Guarulhos, no início da década passada.

A empresa proibiu à CPTM de levar a Linha 13-Jade até a frente do Terminal 2 atual, já que tinha planos de erguer um complexo comercial e hoteleiro no local. Daí, propôs bancar o sistema sobre trilhos para levar os passageiros até os trens metropolitanos.

No entanto, o projeto da GRU nunca saiu do papel, assim como o “People Mover”, cuja promessa era de ser entregue antes da inauguração da Linha 13-Jade, em abril de 2018.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.