abril 13, 2021

Funcionários do Metrô de São Paulo decidiram realizar uma Greve Sanitária no dia 20 de abril de 2021. A decisão foi divulgada há pouco pelo Sindicato dos Metroviários de São Paulo, após assembleia on-line que começou na noite de 6 de abril e terminou há pouco, que contou com a participação de metroviários de todas as linhas, incluindo os empregados das concessionárias ViaQuatro (Linha 4-Amarela) e ViaMobilidade (Linha 5-Lilás).

Segundo a entidade, dos 1.023 votantes, 661 (64,6%) decidiram pela greve.

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas e texto

A principal reivindicação é a vacinação para os metroviários, que desde o início da pandemia tem atuado na linha de frente, transportando milhares de passageiros diariamente.

Além disso, a categoria reivindica que o governo implemente o lockdown, o auxilio emergencial e as diretrizes descritas no Plano de Emergência que foi apresentado pela entidade.

No dia 16 de abril, os metroviários irão participar do Dia do Luto e Luta. Nesse dia, os metroviários trabalharão sem uniforme, de preto e com adesivos.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

  1. Jonathan says:

    Parabens aos trabalhadores que estava ativo durante toda a pandemia uma luta nescessaria para ganhar o direito de ser vacinado

  2. Apenas um pensador!! says:

    Fala sério Roberto, há como dar ouvidos a estúpidos assim, vc tá certo, medir temperatura de 3.5 milhões, kkkkk parei de ler esses comentários, só falam bosta!!

  3. Anderson says:

    Engraçado, o Brasil possue tantos especialistas nas mais diversas áreas, e não saímos da miséria, esse país está alicerçado na corrupção é cada um por si e todos por si mesmo.

  4. Silvia Samogin says:

    Lamentável ver trabalhador atacando trabalhador, cidadão, atacando cidadão. Se, desde o início, estivéssemos todos do mesmo lado, o da defesa da vida, que humildemente entendi que seja o bem mais precioso de cada uma de nós, e tivéssemos assumido a nossa parcela de responsabilidade individual no combate à pandemia e exigido de TODAS as autoridades que desempenhassem a contento o seu papel – leia-se obrigação – porque governante não faz favor para o povo, pois, numa democracia, o governante é o povo, estaríamos todos numa situação melhor: menos mortos, todos de volta ao trabalho, economizar a se recuperando, sem necessidade de greve sanitária. Trabalhadores, uní-vos! Cidadãos, uní-vos! Os encastelados estão de lá e a gente continua morrendo do lado de cá!

  5. Antonio Lourenço da Silva says:

    Tava demorando, a casa 6 meses fazem greve, é o normal pra eles. Passou da hora de privatizar e acabar com a moleza. Sabemos que tem o direito a greve, mas fazer greve tem limites.

  6. Anônimo says:

    Esses governo vamacaba com o estado o ciqueira falou q logo apos a eleiçao esses governo iria fexa tudo besta somo s nos q ainda foi la vota nesses ladrao q so pensse no bem propio queria ver se eles ficacem sem salario pra ver como ele iam ficar

  7. Seu Amiguinho says:

    Já ganham muito bem pra ficar fazendo tanta greve, vivem no mundinho isolado em cabines, ficam atrás de sindicatos que lutam pelo não fazer nada e ter o máximo de mimos possível, quando o estado cuida VC PAGA quando privatiza VC PAGA também é muita burrice desse povo que não apoia privatização não sabem um minimo de capitalismo, aprendam que tudo que depende do governo NÃO FUNCIONA, paguem pra ter comodidade e ir pro trampo sem um suvaco na tua cara, como diz Eduardo Bolsonaro, “parem de babar meu ovo”.

  8. Ainda se oferecessem um serviço de qualidade…..mas….tantos sem vacinas, tantos sem cuidados. Quem tem que trabalhar fica.como? Fazer greve sanitária? Será na 6ª? Feriadinhonkegal. Privatiza que acaba com essa palhaçada.

  9. Guilherme says:

    Quanto comentário leviano! Pelo amor de Deus, gente, cresce! Vivemos em um país que, historicamente, menospreza educação. Não é por causa disso que tem que ser tão ignorante, não é? Finjam que possuem um mínimo de inteligência! Em alguns pontos, sou obrigado a concordar: a frequência que o metrô pede greve é bem acima do desejável, e isto torna-se mais estarrecedor a partir do nível baixo de qualidade que prestam. A concordância termina aí. Apesar dessa concordância, diante do cenário absolutamente fora do normal, de pandemia, com esta greve do metrô, e apenas essa, eu concordo. Já vem tarde, deveriam ter entrado em greve no começo de março, com a perda de controle que essa crise sanitária experimentou. E deveria ficar sem funcionar por um bom tempo. Sinto muito, mas não adianta fechar shopping, e o que mais for com a desculpa que são pontos de infecção pelo vírus, não são, aliás, até podem ser, mas de forma pífia. No primeiro dia da fase emergencial, o metrô estava lotado, algumas linhas de ônibus, idem. O principal local de disseminação é no transporte público. Pára o transporte público de uma vez para ver, não dou 5 dias para os casos de internação e óbitos começarem a declinar vertiginosamente. O nosso presidente fica boicotando as medidas de isolamento social, mas, talvez, não tenha morado em São Paulo. Não sei no Rio de Janeiro ou em Brasília, locais onde a densidade demográfica, certamente, é menor que em São Paulo, mas aqui o isolamento social é sim necessário. Talvez a visão do presidente funcione em Brasília, quem sabe no Rio de Janeiro, agora em São Paulo? Aqui, a população é ignorante, não tem um mínimo de senso de responsabilidade cívica, não tem o decoro sanitário que as autoridades recomendam, aqui, onde você vai, tem aglomeração, é na fila do banco, é na padaria, é em todo lugar. A minoria respeita o próximo, a maioria não tá nem aí. Infelizmente, pelos desmandos de muitos, alguns certos pagam também, paciência! Vejo muitos repetindo como papagaios o boicote do presidente às medidas de isolamento social e fazendo frente ao governador. Faz isso mesmo, vai lá, vai trabalhar, vai pegar o vírus, aí depois, vai precisar do hospital. Quando chegar morrendo no hospital, lembra de gritar “Viva o Bolsonaro!”, isto se os pulmões permitirem, né? Quem sabe assim, o presidente não aparece para interceder na sua internação, porque na do meu pai, que vivia fazendo campanha do bolsonaro, ele não veio. Meus pais ficaram ambos muito debilitados pelo vírus, porque ambos trabalham em empregos desses aí do artigo (motorista de ônibus, caixas), só estão vivos porque o hospital estadual, gerido pelo João doria, internou ambos. A contragosto ou não, tenho que agradecer a gestão do governador por meus país terem se recuperado em um hospital estadual! Meu pai está absolutamente cheio de desgosto do presidente que ele tanto amava, tanto alardeou que era uma gripezinha e olha como mudou de opinião. Como o risco de morte pelo vírus faz uma opinião mudar, não é verdade? O governador não é nenhum santo, a realidade é que é um vira casaca e nunca escondeu isso, mas está tomando as medidas corretas na hora que precisa. Pelo menos, tenta acertar. Ao contrário do nosso presidente, que muito fala, e pouco faz, um verdadeiro borra calças, o governador, quando exigido, funciona; pode funcionar mal, mas funciona; e o presidente, que nem funcionar mal, funciona? Ah, mas alguns vão falar: “é fácil funcionar com recursos do governo federal”. Meu caro, vá estudar, São Paulo e responsável por 1/3 do PIB do país, ainda por cima, todo mundo vem pra cá de toda parte do país, e de fora. O governo federal não faz nada além do obrigatório, apenas devolveu recursos que, por direito, são do estado de São Paulo mesmo, a única pena é que isso ocorreu em circunstâncias tão terríveis. Mas, também, só assim. Vem morar aqui, vem pagar imposto aqui para ver. Pensa um pouco antes de falar bobagem? Além do mais, o que mais tem aqui é gente de fora, que nem é nascida aqui. Justamente uma cidade que cresceu desordenadamente, sem planejamento nenhum, nas coxas como São Paulo. Pô, vai morar em Curitiba, em Maringá, em Balneário Camboriú, em Campinas, em São José dos Campo, em Presidente Prudente, todas cidades em crescimento, modernização e, acima de tudo, planejadas. Desculpa de imigrar para são Paulo em busca de oportunidades não vale, essa desculpa não cola mais. Aqui não tem mais oportunidade nem para quem nasce aqui, o que pode ser que tenha muito, é oportunidade de subemprego. Gente, cresce, vai estudar, muda para lugar melhor, larga a mão de repetir bobagem de político aloprado e ficar boicotando político que funciona, larga mão de contestar a ciência; no lugar disso vai contestar religião, vai contestar os preconceitos que possuem, vai contestar a ignorância que possui estudando e conseguindo emprego de verdade. Tanto lugar melhor e ficam tudo vindo para SP. Pô, o governo federal tem que mandar muito recurso da União para cá mesmo, tá o Brasil inteiro aqui, pô. Um país de mais de 9 milhões de quilômetros quadrados e todo mundo quer ficar aqui. Sejam mais inteligentes, estudem, subvertam essa política estruturalmente histórica da nossa cultura de negligenciar a educação e ainda por cima escarnecer de quem a põe em 1⁰ lugar. Aos que falam que tem que trabalhar para por o sustento em casa, sob pena de morrerem de fome, façam isso mesmo, mas tenham consciência que, ao contrair o vírus e morrer, porque a chance disso acontecer, infelizmente é grande, seus filhos ficarão muito mais tempo passando fome, com a sua ausência pós morte, terão que trabalhar ainda na infância, fugir da escola e perenizar uma eventual situação de vulnerabilidade social. Mas, afinal, tem que trabalhar para pôr comida em casa durante a penademia! Não comparem uma situação de sofrimento temporária, enquanto durar a pandemia, com uma situação de sofrimento prolongado que seus filhos e netos passarão no futuro se vocês, pais e avós, morrerem pelo vírus e eles perderem o provedor de recursos para a subsistência. Sejam inteligentes. Todo mundo sofre nessa situação, obviamente uns mais que outros, mas não é uma situação eterna, tem fim e esse fim está atrelado à consciência cívica, ao decoro sanitário, à atenção dispensada à ciência na hora que mais precisamos dela. Nossos bisavós e avós passaram por dificuldades, passaram por guerras, por ditaduras, por fome, por tudo isso e suportaram, nós também podemos, ainda mais agora que recursos tecnológicos são bem mais acessíveis. Metrô tem que entrar em greve nessa situação mesmo, já entra tarde, se as outras categorias são mais expostas e não entraram ainda, não é culpa dos metroviários, estão vendo o lado deles. Não é porque os outros não sabem reivindicar direitos, que eles também são obrigados a não saber, não é verdade? Paciência, sorte para os outros, que Deus os ilumine! Que, quando decidirem parar, não seja tarde. Greve é direito constitucional, use, se necessário for. Sindicato e corporação, lados opostos de uma mesma moeda, são necessários, a corrupção existe dos dois lados, a população que deve combatê-la. Corrupção existe na esquerda e direita política, deixem de ser cegos! Não exijam combate à corrupção, por parte dos juízes e magistrados, se a imensa maioria da população não se esforça contra ela, incide sobre a corrupção da pior forma: por meio da passividade em combatê-la e ir pelo caminho mais fácil: a tolerância conjugada à revolta sem fim, triste realidade da população brasileira, mas, arrisco dizer, mais forte entre o brasileiro paulistano.

    • Bom dia Prezado!
      Escreve muito bem mas só queria sua posição
      O que o senhor faria nos lugares de: Jair Messias Bolsonaro ,Doria e covas?
      Já me fiz essa mesma pergunta.
      A resposta não aparece assim de estado.
      Boa sorte.

    • Anônimo says:

      Gostaria de Saber o que o Guilherme faz ,muito fácil falar quando nunca passou fome ,nunca colocou arroz e cebola no prato pra matar a fome ,nunca ficou sem um botijão de gás pra esquenta a comida do dia anterior, só quem passou por isso sabe o que é viver com quase nada e perder esse quase nada, tem muita ideologia nas palavras do mesmo,queria saber para o metrô os funcionários que trabalha na linha de frente vai como trabalha,para o metrô o lanchinho que pede pelo App, é feito por quem utiliza o metrô, sua carne é cortada por quem utiliza o metrô, o serviço essencial é feito por quem utiliza o metrô, muito blá blá blá.

      • Guilherme says:

        Eu estudo e trabalho, meu caro. E sim, já passei necessidade sim. Mas, sei lá né, entre passar fome vivo ou morrer, prefiro passar fome vivo. É uma questão muito simples. Se uma coisa ou outra, pra você é indiferente, sinto muito. Mas, veja bem, não vai distorcer as minhas palavras hein, o que mais tem na Internet é quem faz isso. Não estou falando que, por causa da situação de pandemia, só para proteger a vida tem que passar fome. Tem que explicar tudo nos mínimos detalhes né, afinal eu carrego os meus textos com muita ideologia. Agora, a pergunta: que ideologia, meu caro? Eu posso ter tangenciado alguma ideologia, agora discutir, não discuti absolutamente nenhuma sequer nesse texto. Só falei de prioridades, senso comum e prático; se isso é falar de ideologia, então, ideologia de verdade é impraticável nos debates aqui, realmente vamos muito mal. Eu falei com algum conhecimento de causa, tá bom? Numa boa. Eu peguei esse vírus, tenho 23 anos e não foi nada fácil, literalmente teve dia que fui dormir sem saber se acordaria, meus pais ficaram mais de duas semanas internados, fiquei morrendo de medo de não voltarem e, não, ninguém precisa se deslocar para fazer a minha comida, sei cozinhar. Depois de ter a doença, sei bem quem tá falando a verdade e quem tá falando abobrinha em meio a tanta politicagem fora de hora. Se quer enfrentar esse vírus, de peito aberto, vai em frente, vivemos em uma democracia. Se já teve o vírus e não sofreu, ótimo, não desdenhe de quem não teve a mesma sorte ou nenhuma sorte ao se infectar. É uma democracia, apenas ofereci minha opinião, respeito a sua, concordo em muitos termos, mas acredito que, em uma escala de prioridades, há argumentos mais fortes a favor das medidas de isolamento. Refutar uma opinião com poucos argumentos, repetidos, e lançar mão de ignorância não é, também, um debate saudável. Ainda, se leu meu texto, se é que tentou, vai perceber que não defendi nem um lado, nem outro, argumentei no meio do texto que shoppings e centros comerciais NÃO são focos relevantes de transmissão do vírus, no máximo oferecem algum risco mínimo. Portanto, logo, se vc é um trabalhador (a), que trabalha em um shopping, por exemplo, porque haveria impedimento de conseguir o seu sustento e dos seus filhos? Se conseguiu interpretar o que escrevi, vai perceber que, portanto, não defendi as medidas de lockdown como estão sendo aplicadas, inclusive critiquei, e apenas indiquei que deveria haver critério na aplicação, no caso que o sistema de transporte deveria ser paralisado, pelo menos o metrô em horário de pico. Ou você acha seguro pegar um metrô lotadissimo? Acha mesmo que um vagão do metrô lotadíssimo não tem, pelo menos um infectado, oferecendo risco à saúde dos demais? É ser muito ingênuo, não acha? Afinal, o vírus só ataca entre 8h de um dia e 5h da manhã do outro, no metrô é seguro. Se toca, é praticamente uma situação de guerra sim, quer correr riscos, a vida é tua. Infelizmente, em relação a situação de fome, há medidas do governo bem rudimentares, não sei se isso de oferecer merenda escolar em escola é amplamente efetivo, duvido, concordo contigo nesse aspecto. Agora, é o que falei, existem prioridades envolvidas. Se passar uma dificuldade temporária é inadmissível diante da possibilidade de perder a vida, então não sei o que dizer, é a mesma coisa que preferir viver de bolsa família para o resto da vida que ir estudar, se capacitar, procurar crescer na vida para extinguir a necessidade do programa de transferência de renda, né? Mas aí são outros quinhentos, debater isso nem vale a pena, é o tipo de debate batido e perdido, que não leva em lugar nenhum. Outra coisa, numa situação dessas, se ponha no lugar do outro, cada um se salva como pode, é salve-se como puder mesmo. Se eu trabalhar em um metrô, então tenho que desistir do meu direito de reivindicar greve, ficar me expondo a pegar o vírus só porque os outros me acham egoísta? Por acaso, se eu pegar e morrer, alguém que me acha egoísta e fica criticando, falando que tem que demitir e privatizar, por acaso, vai vir alimentar meus filhos? Acorda ow, é cada um por si, vai lutar pelos seus direitos. Com tanto programa de transferência de renda, ainda tá passando fome? Tem um arroz com cebola na mesa? Agradece, já comi arroz com ovo, até salsicha crua, e agradeci, não é nenhum fim de mundo, vai ver o que é fome de verdade, tá cheio de país no mundo com casos bem concretos de desnutrição. Tá querendo o que? Comer caviar e quiche de queijo todo dia? Pelo amor de Deus, como é difícil lidar com ignorância, que tristeza fazer parte de uma geração tão fraca de força de vontade.

        E, para terminar, vc citou o ” ter quase nada e correr risco de perder esse quase nada”. Dá uma refletida, esse “quase nada” seria um “tudo” para muita gente que perdeu a vida, porque eu sei que esse vírus pode matar sim, ele tem muito potencial para isso. Tem tudo e tá aí, falando asneira, vc tá vivo. Se perder algo, tem plenas condições de conseguir novamente, até de conseguir mais. E se perder a vida? Vai conseguir o que? Inclusive o pouco que vc tem medo de perder, se vc morrer, vai ficar aí, para os outros. Eu cansei de orar a Deus, enquanto doente, para ele conservar a minha vida, que eu agradeceria incansavelmente poder acordar, abrir a janela e vislumbrar o sol, ao invés de comer capim pela raiz. Quando vc tá em risco real de vida, as coisas são um pouco diferentes, os termos mudam bastante, não importa se vai comer ovo o resto da vida, se isso for condição para poder viver, tá valendo, que seja!

    • Anônimo says:

      Tratamento precoce ajuda bastante. À doença existe mas muitas mortes poderiam ser evitadas. Tudo política para desestabilizar o governo. Lembra foi o STF que deu total poder a governadores e prefeitos e olha o que está acontecendo. Todos batendo cabeça. E a responsável por tudo isso é a dona China e todo mundo fica brigando aqui.

    • Aline Ferreira says:

      Boa noite Guilherme estou com vc é não abro. Parabéns pelas palavras bem colocadas doa à quem doer vc está certíssimo

  10. Anônimo says:

    Já era de se esperar, afinal sendo liderada por sindicatos com viés esquerdo políticos que só querem ver o país parar e o povo clamar misericórdia por um prato de comida, essa categoria é mais uma servindo aos ideais dos comunistas.
    Sindicato é tudo a mesma m…, o maior mal que pode existir dento de uma empresa.
    Comem a mente de pseudotrabalhadores e arruínam quaisquer instituição.
    Infelizes são os associados, se esquecem que quem vos pagam os salários são os empresários que muitas vezes juntaram todas as economias para criar uma empresa.
    Sindicato, o maior atraso da classe trabalhadora.
    Sou a favor do fim desta mazela.

  11. Já era de se esperar, afinal sendo liderada por sindicatos com viés esquerdo políticos que só querem ver o país parar e o povo clamar misericórdia por um prato de comida, essa categoria é mais uma servindo aos ideais dos comunistas.
    Sindicato é tudo a mesma m…, o maior mal que pode existir dento de uma empresa.
    Comem a mente de pseudotrabalhadores e arruínam quaisquer instituição.
    Infelizes são os associados, se esquecem que quem vos pagam os salários são os empresários que muitas vezes juntaram todas as economias para criar uma empresa.
    Sindicato, o maior atraso da classe trabalhadora.
    Sou a favor do fim desta mazela.

  12. Egoismo cada um puxando suas necessidades todos tem que ser vascinados principalmente quem sai pra trabalhar seja qual área for

      • Apenas um pensador!! says:

        Tô torcendo para privatizar mesmo, ai o estado diminui sua responsabilidade que já nunca teve, e os novos donos vom a fome de lucro, acabe com os passes livres, troca de linha (baldeação) gratuita, e comece s cobrar tudo, se for usar linhas diferentes do sistema metrô ferroviário , terá que pagar por cada linha que fizer a permuta, aí o capitalismo na carne, fome por lucros, ai quero ver esse povo burro que torce por privatizações, chorar. Ter que pagar por tudo que usar!! Será lindo !!

        • Pensador says:

          Se a Telesp não tivesse sido privatizada, sua ostentação seria o aparelho vermelho de disco na sua estante. Ou então seus cartões de telefone para uso no orelhão.

          • Apenas um pensador!! says:

            Ok, mas aonde no Brasil a privatização foi lema de melhora, Telesp foi privatizada e olha os níveis de reclamações que ela recebe como Vivo, a Eletropaulo foi privatizada, hoje Enel, onde vc viu melhora, só reclamações, preços astronômicos por uso de algo de péssima qualidade, a evolução dos serviços viria com ou sem a Telesp, mas manter qualidade já é provado que privatização no Brasil não um lema de melhora, falou asneira!

      • Apenas um pensador!! says:

        Tô torcendo para privatizar mesmo, ai o estado diminui sua responsabilidade que já nunca teve, e os novos donos vom a fome de lucro, acabe com os passes livres, troca de linha (baldeação) gratuita, e comece s cobrar tudo, se for usar linhas diferentes do sistema metrô ferroviário , terá que pagar por cada linha que fizer a permuta, aí o capitalismo na carne, fome por lucros, ai quero ver esse povo burro que torce por privatizações, chorar. Ter que pagar por tudo que usar!! Será lindo !!

  13. Ana Cristina Lourenço says:

    De frente…que frente eles estão?! Vivem com essa merda parada a população toda junta se contaminando,isso sim é risco!!! Não eles que quando vc precisa de alguma coisa, não tem um funcionário!!!! Na Sé…aonde tem funcionário?! Só a população se matando!! É sério isso???? Trabalho em hospital de grande porte ,atendo médicos de todos os setores, colaboradores de todos os setores e pacientes de todos os lugares,e ainda não tomei a vacina!! E essas pessoas com problemas de saúde,rim, coração,câncer entre outras… também são de risco e não tomaram vacina!!!? Nosso país é um circo e o rei do circo não está nem aí para a platéia!!!!!!

  14. José Ignácio says:

    Cadê o alcool gel para os usuarios nas estações?
    Cadê o funcionário pra aferir a temperatura do usuário?
    Cadê o distanciamento nas catracas e nos vagões?
    Não cumprem nenhum protocolo e ainda exigem beneficios… Sindicatos um dos cânceres do país.

    • Roberto says:

      Abriu a boca e só falou merda,vai lá medir a temperatura de 3,5milhoes de usuário todos os dias, pode deixar um caminhão tanque de álcool gel em cada estação , distanciamento vc chega na segunda e só vai embarcar na sexta.Deix de ser burro.

  15. Priscilla de Fátima Borges Barbosa says:

    Tem que fazer greve mesmo,e nada de terceirizar o metrô,tem que ter sim o sindicato.
    Se o metrô para São Paulo para,o vírus para a circulação,sou totalmente a favor da paralisação de metrô e ônibus.só assim as empresas param de por seus funcionários em risco de contaminação.

  16. Não vejo muitos funcionários na linha de frente. Mas vejo muitos camelôs nos vagões. Tem que vacinar os camelôs, então. Eles que eatão trabalhando no metrô.

  17. Anônimo says:

    Pq o governo do estado não privatiza e acaba com essa palhaçada, tudo pra eles é motivo de greve além de prestar um serviço de péssima qualidade com alguns funcionários super mal educados.

  18. Neusa da Silva says:

    Nosso país já está uma bosta merda desgraça com essa desgraça da corona vírus agora vai acabar com trabalho agente não aguenta mais vamos morrer de corona vírus ou fome dói dói Jesus Cristo único filho

  19. Anônimo says:

    Novidade! Metrô não perde oportunidade para fazer greve. Serviço tinha que ser terceirizado isso sim, aí quando viesse com essas demitia.

      • Wallan Silva says:

        Concordo com a parte de que eles devem ser vacinados pois são serviço essencial.

        Mas greve a essa altura não é o caminho. O protocolo segue o mesmo com ou sem vacina, e máscara, álcool e distanciamento são eficazes e continuarão mesmo depois da classe ser vacinada.

        O que não pode é mais uma vez apoiar os sindicatos que agem como câncer, travando o país com ameaças de paralização. O tom deles nunca é de conciliar, e sim de intimidar… Busquem a vacina para a classe, e não a paralização.

        Não sejam abutres

  20. Maria Estela says:

    São apenas os metroviários que se expõem ao virus? A imensa população que usa o metrô diariamente não? A caixa do supermercado não? O motorista do ônibus não? E tantos outros que vão para rua buscar o sustento. Me parece muito egoísta e mesquinho essa posição dos metroviários. Por que eles merecem a vacina antes de tanta gente? Por acaso tem vacina sobrando, para que tal reinvidicação inescrupulosa seja feita? Todos sabem que os salários de vcs sempre foi acima da média, fora os benefícios. Auxílio Emergencial!!! Esse pedido é IMORAL, VERGONHOSO! Será que vcs viveriam com 250,00/mês? Vcs sabem quantas mães não puderam comprar um ovo de Páscoa para seus filhos? Não né? Absurdo!

    • Francislene Cordeiro says:

      O melhor comentário, com certeza, eles não perdem uma oportunidade de fazer greve. Tem o salário acima da média e querem furar fila. Então quer dizer que somente os metroviários pegaram Covid, e os bancários, e os motoristas e cobradores de ônibus, e os colaboradores que trabalham em Supermercados e padarias, CPTM?! Nesses locais ninguém teve Covid?! São todos imunes?! Todos os dias temos notícias de colegas Senaianos, Banco do Brasil e militares que desencarnar por conta da Covid. Mas são só os metroviários que pegam. Aff, muito egoísmo da parte deles, muito. Todos corremos risco, e não é certo furar fila. Na verdade, o governo fica nessa briga política e atrasa a vacinação da população.

    • Ovo de pascoa nao tem a menor importancia. Pessoas sem gas de cozinha pra fazer comida. Entao prefere comprar ovo de pascoa do que comida?? E tambem nao é verdade, basta ver as brigas que ocorreram em mercados e lojas, esvaziaram, compraram tudo, ovo da barbie, kinder. Isso sim compraram e tao chorando que nao tem dinheiro. Belo exemplo estao dando aos filhos. Parcelando em mil vezes. Ou pior, aumentou muito caso de cartao de credito clonado. Sendo desonestos para comprar ovos de pascoa. Enfim, uma hora a pessoa colhe o que plantou.

  21. Não estou desmerecendo a categoria e muito menos as mortes e a covid. Foram 22 óbitos e qual é o percentual disso na totalidade de funcionários? Isso ( PODE SER )nem 1% de toda a frota de funcionários e se for o caso sou contra a paralização acredito que tem muito mais médicos morrendo, que eles sim estão na linha de frente e não estão de mimimi para auxílio e Lockdown.

    • Qual a novidade do metro em greve? É o q mais fazem! Qual o contato q eles tem com os usuarios? Eles tem contato quase nulo com usuarios como flr q sao linha de frente e é uma das categorias q mais recebem…palhaçada pura

        • Apenas um pensador!! says:

          Kkkk para todos ter um salario igual ao seu? Por isso deseja o mal dos outros, terceirização e um instrumento para acabar com o orgulho do trabalho que vc faz, continua a mesma obrigação, com um salário de merda, e o patrão que enche o rabo!! Esse é seu estúpido pensamento! Pensamento pífio

    • Gabriel says:

      Larga de ser babaca, de ambos casos não são mínimo, tá morrendo de gente de tudo quanto é canto, não é só da área de saúde, quer dizer que não dá pra se preocupar cm a vida de um trabalhador que não seja da área de saúde? Pateta

  22. amauri almeida says:

    Muito facil quem tem seus salarios aprovisionados todo mes e seus gordos beneficios, que uma estatal possa oferecer.
    Muita hipocrisia! e vies politico ! passou da hora em vender para a iniciativa privada.
    Vcs querem lockdow tambem do mercado, combustivel, gas, motoboy para levar suas comidinhas em casa etc?

  23. Eduardo says:

    Você está equivocada dona Magali não é tão simples assim mesmo,em qualquer lugar do mundo leva um tempo, não se vacina todos em um dia,uma semana ou um mês justamente devido as restrições por exemplo olha para a data marcada para vacinação de professores,deu problema,o drive-thru também etc, poderia ser aperfeiçoado isso sim porém há claramente vontade de que tudo fique muito ruim principalmente para quem produz,mesmo países desenvolvidos estão ainda a vacinar e prevêem não terminar pelo menos até esse meio de ano para o próximo,e como alguns aqui já falaram o trabalhador é que vai apertado nos meios de transporte e toda pessoa que sai de casa para trabalhar e trazer o pão aos seus faz algo essencial

  24. Sacanagem os caras reinvindicarem auxilio emergencial, auxílio é pra quem não tem de onde tirar se num trabalhar, nao pra quem tem salario garantido trabalhando ou não. Que duga-se de passagem no metrô são bem acima da população em geral .

    • Apenas um pensador!! says:

      Vc nao tem noção de interpretação de texto? Eles querem a vacina, e para o povo um auxílio emergência descente, para um lockdown correto, o povo com baixa ou nenhuma renda, um auxílio que ajude, que burrice, por isso que esse país não vai para frente!!

  25. Eu apoio! Se todos fizessem isso desde o começo da Pandemia já teríamos vacinado muitos e talvez estaríamos retornando a normalidade. E ainda tem gente que defende esse governo federal.

    • Eduardo says:

      Você está equivocada dona Magali não é tão simples assim mesmo,em qualquer lugar do mundo leva um tempo, não se vacina todos em um dia,uma semana ou um mês justamente devido as restrições por exemplo olha para a data marcada para vacinação de professores,deu problema,o drive-thru também etc, poderia ser aperfeiçoado isso sim porém há claramente vontade de que tudo fique muito ruim principalmente para quem produz,mesmo países desenvolvidos estão ainda a vacinar e prevêem não terminar pelo menos até esse meio de ano para o próximo

    • Lucimara Azarias says:

      Concordo, muita aglomeração no transporte público, hipermercado aberto o vírus continua circulando.

  26. Se for por este pensamento, todos que saem das suas casas para trabalharem são ditos essências, vigilantes, porteiros, limpeza e recepção, estão trabalhando desde o começo da pandemia !! Nenhum sindicato presta, só visam lucro para eles mesmos,. Querem fazer greve !! Façam Catraca Livre !!

  27. Se for por este pensamento, todos que saem das suas casas para trabalharem são ditos essências, vigilantes, porteiros, limpeza e recepção, estão trabalhando desde o começo da pandemia !! Nenhum sindicato presta, só visam lucro para eles mesmos,. Querem fazer greve !! Façam Catraca Livre !!

  28. ROMILDO PIMENTEL says:

    Desculpa minha ignorância,mas os operadores não ficam isolados na cabine do metrô e mais os metroviários tem um dos melhores salários do Estado sem contar com muitos benefícios, portanto isso não passa de movimento político de alguns sem noção alguma do cenário que vivemos por causa da pandemia estabelecida pela doença e pelo nosso governador.

    • Gercino says:

      Concordo plenamente, é um trabalhovquase que isolado, operadores de trem em cabine isolada, vendedores de bilhete, cabine isolada, atendimento, cabine isolada, na verdade querem muitas regalias, o metrô não perde uma chance para fazer greve, e o salário ó é muito bom, tem que terceirizar para melhora e acabar com esses motims.

  29. Eduardo says:

    Há uma mente por trás disso e está usando todos os seus braços para estabelecer o seu plano e é maligno, usam até mesmo de coisas legítimas mas para o mal. Quem é que dirige sindicatos que nunca acrescentam nada ao crescimento de qualquer segmento de trabalho? ESQUERDA que não a toa rima com esquema!

  30. Quer acabar com as empresas mesmo neh ? E destruir empregos ? Esse Lockdown só prejudica o trabalhador e deixa as pessoas sem trabalho e as empresas irão fechar Um pais sem trabalho , é um país sem saúde , sem Alimentos . E a Fome começará a atuar ! Esses Funcionários não tem noção quais as Consequências de um Lockdown , E isso Também irá atingir eles também !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.