Uma equipe da CPTM foi até o Complexo Fepasa, em Jundiaí, para uma visita técnica, a fim de averiguar as linhas férreas e a plataforma onde se pretende fazer o embarque o desembarque dos passageiros do Expresso Turístico. A visita aconteceu na sexta-feira, 5 de março de 2021.

No dia 22 de fevereiro a prefeitura de Jundiaí apresentou uma proposta de integração entre o expresso turístico e o Complexo Fepasa. O encontro contou com a participação do vice-prefeito, Gustavo Martinelli, e o gestor da Unidade de Gestão de Cultura (UGC), Marcelo Peroni, com o presidente da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, Pedro Moro e com o secretário-executivo dos Transportes Metropolitanos, Paulo José Galli.

Comitiva em uma plataforma que poderá receber o Expresso Turístico (Foto: Divulgação)

Caso o projeto avance, em vez dos passageiros desembarcarem na estação da CPTM na Vila Arens, os passageiros teriam seu receptivo em área da ala histórica do Complexo que já conta com R$ 400 mil em recursos destinados, entre aporte aprovado pelo MIT – Municípios de Interesse Turístico e contrapartidas, para revitalização de plataforma, fachada e cobertura.

A comitiva dos responsáveis por Operação, Manutenção e Material Rodante da CPTM foi recebida pelo diretor do Departamento de Gestão do Complexo Fepasa, William Paixão, representando a Unidade de Gestão de Cultura (UGC), e demais representantes do Departamento de Fomento ao Turismo, da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT). Além de reunião de alinhamento na Sala dos Relógios e vistoria às linhas, o grupo percorreu algumas das salas do Complexo, que é o único patrimônio histórico do Município com tombamento em nível nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

“O objetivo deste encontro era identificar as intervenções e as decisões conjuntas necessárias. Em nosso favor temos o Plano Diretor do Complexo já aprovado pelas instâncias competentes e o período necessário para planejarmos a ocupação local coordenada, cada vez mais atendendo à requalificação do espaço do ponto de vista cultural, turístico e de economia criativa. A vinda do expresso turístico vem ao encontro destas intenções, trazendo mais ocupação, mais fomento à economia e, principalmente, mais vida ao Complexo”, explicou William.

Para o diretor de Operação e Manutenção da CPTM, Luiz Eduardo Argenton, a avaliação inicial das condições locais foi positiva. “O Complexo Fepasa sempre foi uma área cujas atividades a CPTM teve interesse de alavancar. Diante da proposta da Prefeitura, quisemos entender as condições técnicas das vias, que são atualmente operadas pela empresa Rumo. Felizmente, a linha é mais próxima do que pensávamos da plataforma pretendida e isso traz facilidade. Os próximos passos serão incluir a Rumo neste diálogo e fazer a análise de todas as plantas de linhas no local.”

*Com informações do Jornal de Jundiaí

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Redação Noticiando

Equipe responsável pela produção de conteúdo do site Rede Noticiando.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.