maio 9, 2021

A Amobitec lamenta o posicionamento da CNT por entender que a defesa da obrigatoriedade de venda de passagens em circuito fechado em prejuízo à tecnologia e às empresas de transporte por fretamento é um retrocesso para o setor e para a população.

Não há qualquer sentido exigir que a viagem de um cliente ou grupo de passageiros tenha o mesmo destino de ida e volta. Não funciona assim com as empresas aéreas, onde existe uma desburocratização de forma geral, e não há motivos para que seja desta forma com as empresas de transporte rodoviário.

Comparar o transporte por aplicativos com viagens clandestinas é, além de desonesto com o consumidor, apoiar o monopólio e a estagnação do setor de transportes rodoviários, essencial para a economia brasileira. 

A Amobitec defende que inovação deve ser vista como aliada ao cumprimento dos requisitos de segurança. As empresas de tecnologia são cumpridoras e garantidoras de elevados patamares de qualidade e segurança na prestação dos serviços aos usuários de suas plataformas. Entendemos que a publicação da nota tem objetivo claro de manter o cartel do setor, quando, na verdade, a CNT deveria se preocupar em estimular a melhoria da prestação dos serviços públicos de transporte. 

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.