O governador João Doria (PSDB) participou da cerimonia de descida da rode de corte do tatuzão no Canteiro de Obras da VSE (Ventilação e Saída de Emergência) Tietê da Linha 6-Laranja de metrô. Esse equipamento fará as escavações do túnel no sentido sul, correspondente ao trecho entre as estações Santa Marina e São Joaquim.

Segundo André De Angelo, diretor-geral da Acciona, o túnel do trecho norte, que corresponde o trecho entre às estações Santa Marina e Vila Brasilândia, terá 5,3 quilômetros, e as escavações devem ser concluídas em 17 meses. Já no trecho sul, o túnel terá em torno de dez quilômetros, e as escavações devem ser concluídas em, aproximadamente, 30 meses, a partir do início dos trabalhos.

As escavações devem começar até 31 de dezembro de 2021 no trecho sul. Já no trecho norte, os trabalhos só devem começar até abril de 2022.

“Estávamos com uma obra parada aqui há vários anos e ao invés de ampliarmos a judicialização, fomos para a negociação. E hoje esse tema não só está solucionado, como estamos com uma obra acelerada”, destacou Doria. “Esse é um investimento de R﹩15 bilhões em regime de PPP. Já no ano que vem, 9 mil pessoas estarão trabalhando nessa que é a maior obra de infraestrutura urbana do Brasil e da América do Sul”, completou.

A roda de corte é apenas uma das várias peças do tatuzão, que ainda está sendo montado.

A Linha 6-Laranja do metrô é uma Parceria Público-Privada, que envolve o governo de SP e a concessionária Linha Universidade Participações S.A, liderada pelo grupo espanhol Acciona.

Ela terá 15,5 km de extensão entre a Vila Brasilândia e a Estação São Joaquim. A frota será composta por 22 trens, que serão fabricados pela Alstom. O tempo de percurso em toda a linha será de 23 minutos com demanda estimada de 630 mil passageiros.

As estações são: Brasilândia, Vila Cardoso, Itaberaba, João Paulo I, Freguesia do Ó, Santa Marina, Água Branca, Pompeia, Perdizes, Cardoso de Almeida, Angélica, Pacaembu, Higienópolis-Mackenzie, 14 Bis, Bela Vista e São Joaquim

O prazo de concessão é de 19 anos para a manutenção e operação da nova linha metroviária, que terá integrações com o sistema de ônibus e as linhas 1-Azul do Metrô e 4-Amarela operada pela ViaQuatro, e às linhas 7-Rubi e 8-Diamante da CPTM.

Tatuzão

A tuneladora que percorrerá o trecho sul pesa 2 mil toneladas e tem 109 metros de extensão, com diâmetro de escavação de 10,61 metros. Ela pode perfurar aproximadamente 12 metros por dia.

A máquina possui refeitório, cabine de enfermagem e esteira rolante para a retirada do material escavado, além de cabine de comando e equipamentos auxiliares. São necessárias 45 pessoas para operar a tuneladora.

Atualmente, as obras da Linha 6-Laranja do Metrô contam com 19 frentes de trabalho simultâneas. A obra deve gerar 9 mil empregos em todo o período de construção, sendo que já foram contratados mais de 3 mil profissionais diretos e indiretos.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.