maio 18, 2021

A frota de trens do Metrô de São Paulo está 100% disponível, porém, o número de funcionários ativos não está em 100%. É o que disse o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, durante uma entrevista ao jornalista José Luiz Datena à Rádio Bandeirantes.

Baldy explicou que quando houve afastamento de empregados do Metrô, principalmente os operadores de trem, foi acionado um plano de contingência (o mesmo usado em dias de greves), com operadores de trens que atuaram no passado, mas que atualmente estavam em áreas administrativas.

O intervalo entre os trens nos horários de pico nas linhas 1-Azul e 3-Vermelha, as mais carregadas do sistema, Baldy explicou que o Metrô manteve o mesmo intervalo entre os trens que era praticado antes da pandemia da COVID-19.

A contratação de funcionários para suprir as vagas dos empregados afastados, neste momento não é possível, já que leva-se anos de treinamento para formar um operador de trem, explicou o titular da pasta de transportes do governo Doria.

Para evitar aglomerações nos transporte públicos, Alexandre Baldy voltou a dizer que é necessário um escalonamento no horário de entrada e saída dos funcionários das empresas privadas, porém, isso dependente que o governador João Doria aceite à sugestão e coloque em prática.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.