abril 13, 2021

Um dos setores que mais cresceu no Brasil neste ano foi o e-commerce, que bateu recordes de vendas em quase todos os estados. Assim, o impacto dessa nova forma de comércio acabou atingindo diferentes áreas, inclusive no transporte. As empresas que usam os ônibus para transportar cargas nos bagageiros, por exemplo, ganharam espaço com os consumidores e mostraram potencial de crescimento para o futuro.

Desde 2018, existem empresas que atuam neste segmento, mas que só agora conseguiram algum destaque. É o caso da startup Balcão Balcão, que foi criada em Caxias do Sul e procura facilitar toda a logística de frete utilizando o bagageiro de ônibus para levar mercadorias e produtos vendidos em e-commerces. A empresa possui um aplicativo próprio que permite os usuários escolherem a rota, o preço e até mesmo acompanhar todo o caminho, em tempo real, que o ônibus com a encomenda está fazendo.

Com veículos cada vez mais modernos e espaçosos, como foi mostrado no lançamento dos novos micro-ônibus da Marcopolo no início do ano, o mercado de transporte está se transformando em uma boa alternativa para fretes. A ideia é usar o espaço extra desses veículos para colocar mercadoria e, dessa forma, fazer com que o serviço seja lucrativo para todos. Afinal, isso é bom para o cliente que comprou o produto no e-commerce, e também para a empresa que é responsável pela rota do ônibus.

Apenas no primeiro semestre de 2020, o varejo online contabilizou mais de 38 milhões de consumidores. Isso significa um novo recorde para o setor, que deve encerrar o ano com números ainda melhores. São mais de 135 mil novas lojas que entraram para o e-commerce nos últimos meses, e que ajudaram a alcançar um faturamento na casa dos R$ 7 bilhões. Ou seja, não falta capital para este mercado em expansão.

Impacto do e-commerce

Não foi apenas o setor de transporte que viu potencial de crescimento com a alta do e-commerce. Na verdade, o aumento do consumo no mundo digital fez com que a internet ganhasse cada vez mais espaço na vida do brasileiro. Além disso, com mais de 70% da população com conexão, segundo últimos dados do IBGE, o acesso permite um maior alcance de serviços exclusivamente online.

Um bom exemplo disso é o aumento do consumo do entretenimento digital por aqui, fazendo com que as empresas busquem cada vez mais espaço na vida dos usuários. Algumas das principais plataformas de streaming, por exemplo, oferecem um tempo de degustação gratuito do serviço, com o objetivo de convencer os novos usuários de que vale a pena pagar pela assinatura. Os sites de cassinos online realizam ações parecidas, mas trocam o tempo de degustação por bônus sem depósito para novos usuários, que podem jogar e apostar sem colocar o dinheiro em risco. Essa forma de bonificação também é comum em aplicativos de delivery, que oferecem cupons de descontos nos fretes para usuários recém-cadastrados.

Essa forma de propaganda consegue bons resultados, e basta ver o crescimento da Uber no Brasil para entender isso. A empresa de carona particular começou a atuar no país oferecendo vários cupons de descontos, com foco no usuário que compartilhava o serviço com algum conhecido. Dessa forma, a empresa conseguiu crescer e se consolidar no mercado brasileiro, sendo a líder neste setor até os dias atuais.

Melhor logística

Além do aspecto positivo pelo lado financeiro, o alinhamento do setor de transporte com o e-commerce também é uma boa notícia para a área de logística. Por ser considerado um dos principais desafios do varejo online no Brasil, o transporte de carga pode ganhar cada vez mais eficiência com a utilização de ônibus. Essa é a ideia de startups como a Balcão Balcão, e de várias outras empresas que buscam espaço no setor.

A empresa Loggi, por exemplo, é uma referência no setor de logística no Brasil e é avaliada em mais de US$ 1 bilhão. Ou seja, é um setor importante e que está passando por uma atualização com a chegada de novas tecnologias. A área de transporte de passageiros pode aproveitar esse crescimento para entrar como uma boa opção de logística, principalmente para levar mercadorias de e-commerce.

O varejo online foi o setor que mais cresceu nestes últimos meses e mostrou que, em momentos de crises, novas alternativas surgem para facilitar a vida das pessoas. Esse pensamento deve permanecer para 2021 e também para os próximos anos, pois isso pode permitir que novas ideias ajudem no crescimento do setor de transporte e também do e-commerce. Afinal, uma economia só cresce quando carrega com ela vários setores diferentes.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.