A assinatura do contrato de concessão da Linha 15-Prata entre o governo de São Paulo, por meio do Metrô, e a concessionária ViaMobilidade, do Grupo CCR, não tem previsão para acontecer.

A informação foi dada pelo secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em resposta a um seguidor de uma rede social.

O contrato não foi assinado e não há previsão. Muito obrigado!” – disse Alexandre Baldy.

Concessão da Linha 15

Em 11 de março de 2019, a CCR venceu o leilão de concessão da Linha 15-Prata do monotrilho. Na época, o grupo usou a concessionaria ViaMobilidade Linha 15 para vencer o certame, e não foi difícil isso acontecer, já que foi a única a participar.

O valor da outorga na época foi de R$ 160 milhões e ágio de 0,59%.

Em novembro de 2019 o juiz Kenichi Koyama, da 11ª Vara da Fazenda Pública do TJSP, atendeu parcialmente uma ação do Sindicato dos Metroviários de São Paulo e anulou a licitação que concedeu à iniciativa privada a Linha 15-Prata.

Em janeiro de 2020, o secretário Alexandre Baldy informou que estava preparando um recurso para reverter a anulação da concessão, no entanto, desde então nada mais foi declarado.

A Linha 15-Prata opera atualmente entre São Mateus e a Vila Prudente, com obras de expansão em andamento. Toda a operação e administração do ramal segue sendo realizada pelo Metrô de São Paulo.

Siga o Rede Noticiando

Nos acompanhe em nossas redes sociais e tenha acesso a todo nosso conteúdo.

Quer receber nossas matérias em primeira mão? Assine nosso canal no Telegram.

A serviço da informação!

Igor Roberto

Paulistano, empreendedor e pai. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana, transporte público e cinema. É o criador do site Rede Noticiando. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@noticiando.net
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.