setembro 20, 2018

Na noite do último sábado, 2 de junho, após uma discussão, um cobrador de ônibus esfaqueou e matou uma jovem em uma parada de ônibus, na região de Santana, na Zona Norte de São Paulo.

O cobrador de ônibus David Januário da Silva foi preso sob acusação de homicídio qualificado (motivo fútil). A vítima era uma atendente de posto de combustíveis, Andressa Rafaeli Silva Souza, que estava indo ao trabalho.

Segundo uma testemunha que aguardava para embarcar em um coletivo da linha 971R/10 Jaraguá – Metrô Santana, ela percebeu a discussão entre Andressa e David dentro do coletivo: “Vi a moça dando dois tapas na cara do homem, cuspindo uma vez nele também e saindo do ônibus”. Após o desembarque de Andressa, segundo a testemunha o cobrador chegou a afirmar que “seria a última vez que ela iria bater no rosto de alguém”.

Logo em seguida David desceu do coletivo e poucos metros adiante esfaqueou Andressa no pescoço e fugiu do local. Testemunhas que estavam no local indicaram a direção para Polícia Militar de onde o homem havia fugido.

David foi encontrado cerca de 100 metros do local do crime, estava com o uniforme e o rosto manchado com o sangue da vítima. Com ele também foi encontrada a faca usada no crime, toda ensanguentada.

A vítima chegou a ser socorrida ao Pronto Socorro do Mandaqui, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Durante depoimento a Polícia Civil, o cobrador disse que havia discutido com Andressa após ela considerar mal educada uma informação dada por David a outro passageiro. O homem disse que a discussão evoluiu para xingamentos e agressões físicas e que por conta disso, admitiu ter “perdido a cabeça” e dado um golpe de faca no pescoço de Andressa.

Segundo o cobrador, ele não pretendia matar a mulher. O caso foi registrado no 13° Distrito Policial Casa Verde como homicídio qualificado.

David foi encaminhado para audiência de custódia e segue preso em São Paulo.

Igor Roberto

Profissional e estudante de enfermagem, pesquisador, analista financeiro e de mídias sociais. A informação é o meu esporte!
Siga-me:

Posts relacionados

  1. Infelizmente um dia após ter sido enterrada, o corpo da mulher foi violado, espancado, queimado e jogado no lixo. Familiares culpam o suspeito de matar o crime e casa dele é linchada! O homem assim que soube resolveu fugir e lamentou o ocorrido, afirmando que não fez nada contra a mulher de novo! Depois disso desapareceu com medo de ser ameaçado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.