Entre os dias 30 de junho e 29 de julho, acontece a 49° edição do tradicional Festival de Inverno de Campos do Jordão. Neste ano serão 90 apresentações, durante os 30 dias do festival. Algumas apresentações se repetem na Sala São Paulo, onde estarão os alunos bolsistas.

A maioria são atrações gratuitas que acontecem na Concha Acústica do Capivari (aos sábados ao meio-dia e às 16h e aos domingos, às 11h), na Igreja Santa Terezinha (durante a semana às 17h) e na Capela do Palácio do Governo (às 17h, nos sábados e às 11h, no domingo).

A programação completa e a venda de ingressos que são limitados ao tamanho das salas, já pode ser acessada no site oficial do festival.

São esperados, entre os meses de junho e julho, cerca de 1 milhão de visitantes que serão impactados, diretamente, pelo Festival de Inverno de Campos do Jordão.

https://twitter.com/festivalcampos/status/1004731523835355137

O FESTIVAL

O coordenador artístico e pedagógico do Festival de Inverno de Campos do Jordão é o violonista Fábio Zanon. Professor da Royal Academy of Music, de Londres, Fábio Zanon é um dos principais nomes de seu instrumento em todo o mundo e já atuou no festival como solista e professor.

Ele ressaltou as duas vertentes do Festival: a de fornecer ao público música de qualidade e a formação de jovens. Neste ano são 198 bolsistas, sendo 120 integrais, que ficam em alojamento. Os jovens passam por uma rigorosa seleção e tem acesso às aulas de seus instrumentos e workshops. Durante um mês, a “nata” dos músicos eruditos do Brasil fazem uma imersão e se apresentam para o público.

O bolsista que mais se destacar recebe uma bolsa de 1,4 mil dólares mensais, para estudar por um período de até nove meses em uma instituição estrangeira à sua escolha. O bolsista também tem as despesas de translado pagas pela Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

Os alunos vão se dividir entre três conjuntos musicais. A Orquestra do Festival fará dois programas, com regência de Sian Edwards e Pedro Neves, e peças como o Concerto para orquestra de Lutoslawski, o Concerto para piano nº 3 de Beethoven (com solos de Arnaldo Cohen) e os Choros nº 6 de Villa-Lobos.

Sian Edwards também supervisiona uma das apresentações da Camerata, que terá direção do violinista Lavard Skou Larsen, e um repertório focado em obras de Haydn, Mozart e Beethoven. O Núcleo de Música Antiga, por sua vez, será dirigido por Luis Otávio Santos e vai apresentar o Magnificat de Bach e o Miserere de Jan Dismas Zelenka.

PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA

Arnaldo Cohen

Na programação artística, um dos destaques da programação é a participação do pianista Arnaldo Cohen que comemora os seus 70 anos no festival. Ele se apresentará em Campos do Jordão com a Orquestra do Festival formada por alunos e regentes no dia 14 de julho, no Auditório Cláudio Santoro e também na Sala São Paulo, no dia 17 de julho, às 20h30.

Outros estados do Brasil

– De Goiás, o festival recebe a Filarmônica de Goiás que se apresentará no Auditório Cláudio Santoro, no dia 6 de julho. O solista será o violista Luíz Fílip , que é o primeiro violino da Filarmônica de Berlim.

– Goiás também trará a Orquestra Sinfônica Jovem, que tocará na Praça do Capivari, no dia 7 de julho ao meio-dia.

– Do Rio Grande do Sul, a cidade recebe a Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul, na Praça do Capivari, no dia 21 de julho, às 11h.

– De Belém do Pará, vem a Orquestra Jovem Vale Música, que tocará na Praça do Capivari, no dia 7 de julho, às 16h30.

Outras participações

Participam também:

– Jazz Sinfônica (8 de julho, às 16h30 no Auditório)

– Orquestra Jovem do Estado de São Paulo (1° de julho, às 16h30, no Auditório Cláudio Santoro)

– Orquestra Sinfônica Jovem de Mogi das Cruzes (22 de julho, às 11h no Auditório Cláudio Santoro)

– Orquestra Sinfônica de Piracicaba (28 de julho, às 12h na Concha Acústica do Capivari)

– Banda Sinfônica de Cubatão (14 de julho, às 15h, na Concha Acústica do Capivari)

– Orquestra Sinfônica de Campinas (26 de julho, às 20h30, no Auditório Cláudio Santoro)

– Orquestra Sinfônica de Santos (29 de julho, às 12h, na Concha Acústica no Capivari)

Atrações nas igrejas

As atrações nas duas igrejas trazem solistas, duos, cameratas e coral. Um dos destaques é o solista Neymar Dias (Viola Brasileira) que se apresentará no dia 21 de julho, na Capela do Palácio. As apresentações na Igreja de Santa Terezinha visam principalmente o público morador da cidade. Um dos destaques desta programação é o Coro da OSESP, no dia 9 de julho.

A abertura do festival, no dia 30, será com a Osesp, com a regência de Marin Alsop, no Auditório Claúdio Santoro. A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo volta a se apresentar na última semana do Festival.

AMIGOS DO FESTIVAL

Desde 2013, a Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo conta com a colaboração de uma rede de estabelecimentos comercial em Campos do Jordão, que contribui para a divulgação de informações sobre a programação de concertos.

Até o momento, 150 estabelecimentos já se credenciaram. Todos receberão um selo que os identificam como Amigos do Festival e demonstram o seu engajamento a um dos mais tradicionais projetos culturais da cidade.

INGRESSOS

No Auditório Cláudio Santoro, em Campos do Jordão que é o principal palco do Festival, os ingressos custam entre R$ 25,00 e R$ 100,00 dependendo da apresentação. Na sala São Paulo, os valores serão de R$ 10,00 a R$ 20,00.

Idosos, jovens pertencentes a família de baixa renda, pessoas com deficiência, professores, diretores, coordenadores, supervisores e titulares da rede municipal e estadual de ensino tem direito à meia-entrada, mediante identificação no ato da compra e no dia da apresentação.

Os ingressos podem ser comprados on-line no site oficial do festival, pelo telefone (11) 3777-9721, na Praça do Capivari em Campos do Jordão a partir do início do festival.

As apresentações gratuitas requerem a retirada antecipada dos ingressos, duas horas antes do espetáculo.

LEIA TAMBÉM

Nos dias 21, 22, 28 e 29 de julho acontece o Festival de Inverno de Paranapiacaba, que chega à sua 18ª edição. Confira aqui mais informações deste tradicional festival na Vila de Paranapiacaba.

Eduardo Paulino

Sou formado em administração. Atuo como Web Designer, Social Media, Blogueiro e Analista de E-Commerce. Sou o fundador do Mobilidade Sampa. Prestativo, sereno e divertido. Marketing digital, recursos humanos, tecnologia e empreendedorismo estão entre os meus temas favoritos.
Siga-me:

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.